Telecentros levam conhecimento às comunidades
Autora: Helen Cristina Carcereri

 

A Companhia de Informática do Paraná - Celepar e a Secretaria Especial Para Assuntos Estratégicos, através do programa “Telecentros Paranavegar”, já implantaram dois telecentros em pequenos municípios do Estado do Paraná. Os telecentros possibilitam o acesso à informática e Internet, ampliando o poder de conhecimento do usuário. A Celepar disponibiliza computadores com software livre e oferece cursos de Open Office, Linux, Internet, Rede e Hardware para a comunidade local e também para os monitores, pessoas da própria comunidade que são contratadas pelo telecentro para atender à população e realizar a manutenção do telecentro.

O primeiro Telecentro Paranavegar foi inaugurado na cidade de Ventania, região central do Estado do Paraná, no dia 14 de maio, data do aniversário da cidade. Os municípios escolhidos são os com baixo Índice de Desenvolvimento Humano - Municipal (IDH - M), um dos critérios adotados para a instalação dos telecentros, pois o Governo acredita que o acesso ao conhecimento é fator relevante para aumentar e fomentar o desenvolvimento humano.

O segundo foi inaugurado pelo governador Roberto Requião, pelo secretário para Assuntos Estratégicos, Nizan Pereira e pelo presidente da Celepar, Marcos Mazoni, em solenidade paralela à cerimônia do programa de distribuição de leite para famílias carentes, no dia 02 de julho, em Ortigueira. Para o presidente da Celepar, um programa complementa o outro, porque “um foi criado para ajudar as crianças e o outro prepara jovens e adultos para o mercado de trabalho”, argumenta.

Além destes, já estão sendo viabilizados os telecentros temáticos, que são voltados para público com características específicas, como o realizado em parceria com o Instituto Paranaense dos Cegos (IPC) e com as comunidades da Ilha do Mel. Outra ação neste sentido é o programa “Paraná Digital”, que pretende instalar laboratórios de informática nas escolas da rede estadual de ensino.

Os Telecentros são freqüentados por toda a população local, desde crianças até adultos. As crianças e os jovens fazem pesquisas, mandam e-mails, entram em salas de bate-papo e se divertem com os jogos. Os adultos, por sua vez, utilizam os serviços disponíveis no Portal do Governo, como vagas para emprego, concursos públicos e declaração de isenção de Imposto de Renda. Segundo a monitora do Telecentro de Ortigueira, Luciana Coelho, de 16 anos, o Telecentro é sempre muito visitado. Segundo ela, “conforme vou ajudando as pessoas a mexer no computador, acabo aprendendo junto”. Já para Luiz Carlos de Couto Júnior, que tem 11 anos de idade e fez o curso oferecido pela Celepar, o aprendizado é um passo para o futuro, porque pretende ser técnico de informática.

O Governo do Estado, através da Secretaria Especial para Assuntos Estratégicos, já firmou parcerias com as Prefeituras Municipais de Ortigueira e Ventania, Instituto Paranaense dos Cegos - IPC, União das Mulheres da Ilha - EMILHA, Brasil Telecom, entre outros.

Os próximos Telecentros serão inaugurados na Ilha do Mel - Encantadas e Brasília, Biblioteca Pública do Paraná, Instituto Paranaense dos Cegos e Guaraqueçaba. Até o final de 2004 novos telecentros serão implantados, num total de 100 telecentros.

 

Recomendar esta página via e-mail: