Edição 127 http://www.batebyte.pr.gov.br/ pt-br O que significa o computador em minha vida http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/O-que-significa-o-computador-em-minha-vida <span>O que significa o computador em minha vida</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Autora: <em><em><em>Elisangela Ribas Godoy </em></em></em>  &#13; <p class="text-align-left">Quando estava fazendo cursinho para vestibular, em 1991, o computador ainda era uma ferramenta pouco difundida. Nesse período, como havia algumas horas vagas, fiz um curso de datilografia (daqueles que colocavam uma caixa para esconder as letras). Como já pensava em fazer jornalismo, acreditava que isto seria muito relevante na minha vida profissional. De certa forma, foi isto mesmo o que aconteceu, já que na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), na minha época (olha que não é tanto tempo assim), redigíamos todos os textos nas antigas máquinas (que nem eram elétricas). Inclusive, nas aulas de técnicas de redação tínhamos que correr para a sala específica para escolhermos uma máquina que tivesse, pelo menos, uma boa fita e que as teclas exigissem um pouco menos de esforço manual para que o texto pudesse sair em tempo hábil. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Realmente fui usar o computador no último ano de curso, quando fiz o meu projeto experimental. Foi aí que pensei quanto tempo não levaria para redigir quase 100 páginas se utilizasse para isto somente a máquina de escrever. Desde então, esta ferramenta faz parte do meu cotidiano. Ela é bastante útil e ficaria difícil imaginar a vida de jornalista e professora sem a mesma. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Não tenho saudade da antiga máquina de escrever e também não consigo mais fazer um texto (qualquer que seja ele) a mão ou de outra forma que não seja pelo computador. Porém, acredito que deveríamos repensar um pouco melhor nesta máquina, que todos os dias nos olha ao chegarmos ao trabalho. Como seria a vida se continuássemos com a velha máquina? Seria talvez, menos corrida e menos estressante, sem as demoras para acessar a Internet, caixas postais cheias e "este programa executou uma operação ilegal ..."? Ou, por outro lado, seria mais tumultuada já que muitas de nossas tarefas levariam dias (e não minutos) para serem realizadas? </p>&#13; <p class="text-align-left"> São questões para serem analisadas na atual era da tecnologia da informação, mas uma coisa é certa: com o computador ficou muito mais fácil a digitação de um texto, sem haver fitas estourando ou fracas e melhor, sem sujar as mãos. </p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/O-que-significa-o-computador-em-minha-vida" data-a2a-title="O que significa o computador em minha vida"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2705" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2705 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/O-que-significa-o-computador-em-minha-vida#comments Bom, bonito e barato http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Bom-bonito-e-barato <span>Bom, bonito e barato</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Autor<em>: Pedro Luis Kantek Garcia Navarro</em>  &#13; <div class="text-align-left">&#13; <p class="text-align-left">Tem um passarinho que volta e meia entra na minha sala e desanda a cantar. O danado é bom programador, conhece um bocado do mercado de informática e às vezes faz previsões que acabam se confirmando na lata. Ultimamente, tem falado (piado) muito sobre o tema software livre. De fato, o custo da plataforma de software de qualquer micro não pára de crescer e se não quisermos estourar todos os orçamentos, há que se buscar alternativas de menor custo e eventualmente de maior confiabilidade. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Este artigo não vai enveredar pelo acerto ou desacerto de trabalhar com plataformas proprietárias ou livres. Claro está, que muito papel e tinta podem ser gastos defendendo uma ou outra posição. Declino da controvérsia por uma única razão: embora argumentos técnicos pesem e sejam basilares, não nos enganemos: a componente ideológica desta discussão não é desprezível. Assim, apesar da insistência do passarinho, passo ao largo da disputa. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ao contrário, este artigo mostrará números. Ele buscará responder à pergunta sobre qual é o desempenho medido com um cronômetro de um mesmo programa fonte sendo executado na mesma máquina em duas situações distintas: na primeira, com o sistema operacional proprietário e na segunda com o sistema operacional freeware. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Usei como linguagem de programação uma bem antiga, mas que continua sendo um monumento à capacidade intelectual da raça humana: refiro-me ao APL. Embora os seus adeptos no Brasil caibam todos dentro de um fusca, fora do país a realidade é outra. Há um renascimento de aplicações, versões, programas, congressos, publicações etc. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Infelizmente (ainda) não há um mesmo interpretador freeware que rode tanto no sistema operacional windows quanto no linux. Mas há promessa para breve da liberação da versão linux do interpretador APL2C, que por enquanto só está disponível para Windows. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Foram desenvolvidos 2 beenchmarks, sendo o primeiro a geração de 100.000 números aleatórios entre 1 e 100.000, fazendo-se para cada um deles 5 conversões entre inteiro e string de caracteres. Para os passageiros do fusca, segue a listagem deste primeiro programa de controle: </p>&#13; <p class="text-align-left"><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="1df575b1-966d-49be-877b-8f2a03244f14" class="align-left embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/bom.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p class="text-align-left"> O segundo beenchmark foi um programa simples que implementa 3 loops embutidos (um dentro do outro), cada um com 100 variações de índice, totalizando 1.000.000 de iterações. </p>&#13; <p class="text-align-left"><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="a9641fad-ef87-4d0e-8562-f2bb25723727" class="align-left embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/bom1.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A linguagem APL encontra ambientes estáveis, disponíveis e gratuitos para todas as plataformas testadas. Esta abordagem foi a escolhida por permitir usar rigorosamente os mesmos programas fonte nas 3 pesquisas (windows, dos e linux). Não se mudou uma vírgula sequer. </p>&#13; <p class="text-align-left"> No ambiente WINDOWS desenvolveram-se estas funções em 2 ambientes: o primeiro mais antigo é orientado a caracter e, portanto sob DOS. O segundo, já usa os recursos do WINDOWS de maneira plena, principalmente a memória, que na versão DOS fica limitada aos infames 640K. Os produtos usados foram o APL*PLUS versão 6 para DOS (disponível como freeware em <u><a href="ftp://watserv1.uwaterloo.ca/languages/apl/apl-plus/">ftp://watserv1.uwaterloo.ca/languages/apl/apl-plus/</a></u><u></u> ), e o produto APL2C versão 5.0.3 para WINDOWS disponível em <u><a href="http://www.apl2c.com">http://www.apl2c.com</a></u>. </p>&#13; <p class="text-align-left"> No ambiente LINUX, além do próprio linux na distribuição red hat, versão 7.0 (disponível em <u><a href="http://www.redhat.com">http://www.redhat.com</a></u><u></u>, além de milhares de outros locais na Internet) usou-se o SHARP APL, que não tem custo na versão para linux, disponível em <u><a href="http://www.soliton.com">http://www.soliton.com</a></u>. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Usei um mesmo computador PC de 400 MHz de ciclo, contendo 64 Mbytes de memória real. O windows utilizado foi o Windows 98.</p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="5e7b5f3e-58e2-4797-9cbe-ce39ff8fe568" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/bom2.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Obviamente, nos 3 casos o resultado líquido da computação foi o mesmo, o que era esperado desde o começo. Refiz o teste em diversos outros computadores variando o processador e a memória. Todos os resultados obtidos são coerentes com o resultado numérico acima. Se alguém quiser repetir estes (ou outros) testes, o computador mencionado está à disposição, já que ele foi especialmente designado para ser usado neste tipo de avaliação e aprendizado. </p>&#13; </div>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Bom-bonito-e-barato" data-a2a-title="Bom, bonito e barato"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2707" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2707 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Bom-bonito-e-barato#comments Prêmio CELEPAR de Informática e Cidadania - Menção Honrosa http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Premio-CELEPAR-de-Informatica-e-Cidadania-Mencao-Honrosa-0 <span>Prêmio CELEPAR de Informática e Cidadania - Menção Honrosa</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Nas próximas publicações, estaremos apresentando os trabalhos premiados com menção honrosa no concurso de propostas de uso da tecnologia da informação no Governo do Paraná. &#13; <p><strong><strong><strong><strong><strong><a href="premio1.htm">Conheça Meu Município</a></strong></strong></strong></strong></strong> </p>&#13; <strong><a href="premio1.htm"></a></strong>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>Autor: Edson José Augusto</strong></p>&#13; <p class="text-align-justify">Secretaria de Estado da Indústria, do Comércio e do Turismo - SEIT </p>&#13; <p class="text-align-justify"> e-mail: <a href="mailto:augusto@pr.gov.br">augusto@pr.gov.br</a> </p>&#13;  &#13; <p class="text-align-left"><strong><strong><strong><strong><strong><strong><a href="premio2.htm">Proposta Tecnologia da Informação</a></strong></strong></strong></strong></strong></strong></p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p><strong>Autora: Antonia Maria Dezan Lobato</strong> </p>&#13; <p class="text-align-justify">Secretaria de Estado da Educação - SEED </p>&#13; <p class="text-align-justify">e-mail: <a href="mailto:%20antoni@onda.com.br%20">antoni@onda.com.br </a> </p>&#13; <p class="text-align-right"><strong><br /></strong></p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Premio-CELEPAR-de-Informatica-e-Cidadania-Mencao-Honrosa-0" data-a2a-title="Prêmio CELEPAR de Informática e Cidadania - Menção Honrosa"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2709" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2709 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Premio-CELEPAR-de-Informatica-e-Cidadania-Mencao-Honrosa-0#comments Conheça Meu Município http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Conheca-Meu-Municipio <span>Conheça Meu Município</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Autor: Edson José Augusto &#13; <p class="text-align-left"><strong>1 - Apresentação</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A iniciativa da Companhia de Informática do Paraná - CELEPAR em instituir um concurso focando a Tecnologia da Informação - TI como instrumento de transformação do governo, motivou-me a reunir algumas idéias, na tentativa de propor soluções para o alcance de melhor qualidade de vida, participação democrática, exercício da cidadania por toda a sociedade e, enfim, o atingimento do desenvolvimento sócioeconômico do Estado. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A proposta do projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> faz parte de uma série de preocupações no sentido de que os municípios e seus cidadãos possam ter uma participação mais efetiva na definição de seus destinos e na criação de alternativas e oportunidades de investimentos, emprego e renda. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ao longo de quase 25 anos atuando na área de indústria e comércio, observei que muitas respostas que os empreendedores buscam não são encontradas de forma organizada e atualizada. Os dados e informações, apesar de tantas e tantas tentativas encontram-se dispersos em diversos órgãos ou são tratados a sete chaves, de modo que mesmo não sendo informações sigilosas não são disponibilizadas à sociedade. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Como então o governo pode planejar suas ações se não dispõe de dados padronizados e atualizados? </p>&#13; <p class="text-align-left"> As informações fluem dos municípios onde são geradas as riquezas, onde vivem as famílias, onde os jovens recebem educação fundamental e onde procuram uma alternativa de vida com qualidade. Com a organização dessa base menor, teremos amplas condições de estruturar e homogeneizar a base estadual e dar as respostas para o aprimoramento dos serviços ao cidadão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Portanto, tentaremos expor a idéia de como envolver toda a comunidade nesse processo de valorizar o <strong>meu município</strong> com a transparência e a participação do cidadão em seu próprio benefício. Para isso a ferramenta mais apropriada é a Tecnologia da Informação - TI. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O tema apresentado no regulamento do concurso é amplo e não constitui tarefa fácil para encontrar uma proposta inovadora, capaz de aprimorar as atividades desenvolvidas pela administração pública do Estado e do Município pelo fato de a TI, que combina computadores (hardware), programas (software) e telecomunicações se desenvolver muito rapidamente, cabendo, ao ser humano, seja nas organizações públicas ou privadas, saber escolher e utilizar a mais adequada tecnologia para atingir seus objetivos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>2 - Breve retrospecto</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Criadas em 1964, a CELEPAR no Estado do Paraná e o SERPRO no Governo Federal - empresas públicas pioneiras de informática no Brasil - constituíram-se nesses 38 anos de atividade em modelos de referência para os demais estados da federação durante todo esse período. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num primeiro momento, convivendo de um lado com a ditadura militar - até meados da década de 80 - onde a informática era tratada como questão de segurança e de outro a tecnologia disponível e de custo relativamente alto tornava inviável a criação e expansão dos centros de processamento de dados. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num segundo momento, com a promulgação da Constituição em 1988, eleição de governadores e prefeitos, a sociedade organiza-se e pressiona por conquistas democráticas no campo social e econômico, buscando seus direitos como cidadãos com o Código do Consumidor, estatutos do adolescente e da criança etc. e, principalmente, o direito à informação. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Inaugura-se, então, uma revolução com a expansão da Tecnologia da Informação - TI que interfere decisivamente na vida dos cidadãos mediante desenvolvimento de sistemas, utilizando os computadores como ferramenta e um novo modelo é inaugurado preservando ao Estado o controle sobre o seu sistema de informações e respondendo às necessidades atuais da administração pública, em detrimento das propostas de entregá-las à iniciativa privada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O usuário fica no centro da questão, considerando que o acesso à informação é vital para a consolidação da democracia, e o Estado não pode prescindir de utilizar a ferramenta da TI para assegurar a modernização do Estado, focando o cidadão através da democratização do amplo acesso à informação de forma clara, ágil, integrada, com qualidade e em tempo real, ingredientes essenciais para uma administração bem sucedida e transparente de uma organização complexa como é a de um Governo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>3 - O foco central</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A questão principal que preside o presente concurso é "<strong>como o governo pode evoluir e prestar melhores serviços usando os recursos da Tecnologia da Informação</strong>". </p>&#13; <p class="text-align-left"> Nos últimos anos, principalmente a partir de meados da década de 90, o Estado do Paraná adotou uma postura inédita em relação aos demais estados da federação, inaugurando e implementando uma administração focada na melhoria da qualidade de vida da população, vislumbrando o exercício da cidadania em toda a sua amplitude. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa postura governamental ocorreu, em primeiro plano, a partir do aparelhamento das estruturas governamentais com a aquisição ou locação de microcomputadores, desenvolvimento de sistemas, uso de aplicativos modernos, treinamento de pessoal em todos os níveis; enfim, a criação de toda uma infra-estrutura capaz de dar suporte ao processo que viria na seqüência e concomitantemente. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num segundo plano iniciou-se a discussão no Conselho Estadual de Informática e Informações - CEI (final de 1996) a idéia de utilizar os recursos da Tecnologia da Informação para facilitar a vida do cidadão, minimizando o seu esforço para obter os serviços públicos, optando-se pelo uso da Internet para a operacionalização do projeto cuja iniciativa foi coordenada e desenvolvida pela CELEPAR em parceria com outras entidades governamentais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Em abril de 1998 foi inaugurada a Rede Cidadão, um projeto aberto e inédito que abrangia e abrange quase todos os órgãos da administração pública no Estado do Paraná, aproximando as instituições ao cidadão através desse canal direto para a participação popular nas ações de governo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Atualmente, o projeto idealizado e denominado e-Paraná busca atuar na: </p>&#13; <p class="text-align-left">- ampliação da prestação de serviços por meios eletrônicos, mediante o uso dos recursos digitais e de telecomunicações; </p>&#13; <p class="text-align-left">- criação de pontos de acesso para a população usufruir dos serviços públicos; </p>&#13; <p class="text-align-left">- alfabetização digital, visando diminuir os excluídos do processo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Dos resultados até o presente, tem-se mais de 1200 itens de serviços e informações no portal, com mais de 4 milhões de acessos em diversos pontos na capital e no interior para que a população possa utilizar os serviços. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A tendência é a expansão dos serviços de vez que a solução tecnológica adotada - Internet - encontra-se disseminada em todos os pontos do Estado que possui extraordinária e moderna rede de telecomunicações bastando, ao usuário, ter um computador e um software adequados para estabelecer contatos, em tempo real, com qualquer localidade do mundo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A CELEPAR continua responsável e consciente de seu papel como agente de transformação visando o aperfeiçoamento e a melhoria da qualidade dos serviços públicos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Feitas essas considerações, torna-se evidente que o volume significativo de serviços já disponibilizados ao cidadão não inibe a iniciativa de ampliar esses serviços oferecendo respostas ao escopo que preside o tema do concurso. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Segundo Caldas Aulete inovar significa " introduzir novidades em " e o que se pretende é a inovação no que concerne aos municípios, utilizando a TI para que cada localidade seja conhecida e divulgadas suas potencialidades para uma vasta clientela que busca dados e informações e raramente os encontra na forma e no tempo desejado. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Refiro-me ao atendimento de uma demanda, principalmente sobre dados econômicos, especificamente sobre a distribuição das atividades produtivas no Paraná em nível de município, não apenas como instrumento de planejamento mas como forma de fazer com que o cidadão que vive no município conheça a realidade local e possa, assim, participar efetivamente do seu desenvolvimento. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Enfatizando o problema, questiona-se: </p>&#13; <p class="text-align-left"> Será que o cidadão conhece o que seu município faz ou pode fazer? Conhece suas potencialidades, suas prioridades e vocações? Ou fica na espera de que as outras instâncias - estadual ou federal - resolvam seus problemas e indiquem o que é prioridade? </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ter pleno conhecimento dessas questões também faz parte do exercício da cidadania e do enraizamento na defesa dos interesses para o desenvolvimento local. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A fundamentação para o exercício da cidadania nessa perspectiva passa pela escola fundamental como extensão da família e pelos outros níveis acadêmicos, núcleos onde se formam os valores e padrões de convivência social. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>4 - Fundamentação da idéia</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> O Governo do Estado aspira e busca melhorar a qualidade de vida do cidadão que vive no município. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Para tanto, dispõe de uma estrutura administrativa não apenas para prestar serviços nas áreas de educação, saúde, segurança, capacitação profissional, entre outros, e facilitar a vida da sociedade mas também para fomentar e atrair investimentos no setor produtivo, visando a geração de emprego e renda. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa é, resumidamente, a missão do governo: o desenvolvimento econômico e social sustentável criando oportunidades para a fixação do homem em sua região de origem. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Por conseguinte, tem-se que, é para o município, onde vive o cidadão, que as ações governamentais devem ser direcionadas e implementadas. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ocorre que o Governo do Estado possui uma visão ampla de todas as regiões e dos municípios, não possuindo, necessariamente, a visão que o município tem dele próprio. Essa situação dificulta, por vezes, a adoção de políticas governamentais voltadas ao atendimento das reais necessidades, principalmente das pequenas localidades. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Alem disso em muitos casos nem o próprio cidadão pode responder com toda a segurança o que é possível fazer para que o município se desenvolva. Essa é uma tarefa que a população deixa para o governo central resolver - estadual ou federal - ficando alijada do processo participativo por falta da formação de uma consciência coletiva a respeito, decorrente da falta de massificação e do acesso a informações. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Com o desenvolvimento da Tecnologia da Informação e da Telemática, instrumentos imprescindíveis para a sociedade em processo de modernização, as comunidades possuem, atualmente, melhores condições de se desenvolverem já que esse insumo - a informação - flui com velocidade e em tempo real. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Então, como as comunidades podem usufruir desses recursos em parceria com os governos municipais e estaduais? </p>&#13; <p class="text-align-left"> A idéia do projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> é a elaboração de portal para cada município com todas as informações sobre o mesmo (vide Gráfico 01). Parte com dados obtidas de fontes oficiais e uma outra com dados obtidos da própria comunidade encarregada de manter o serviço. O ponto de partida para o ingresso ou acesso poderia ser o portal e-Paraná, hospedado na Celepar em plataforma homogênea o qual permitiria o ingresso por parte do município através de uma senha. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Quando acessado o portal do município, os campos com suas informações básicas e obtidas de fontes oficiais estariam previamente preenchidas e, portanto, sem possibilidade de alteração, tarefa essa exclusiva da fonte geradora, e os campos em branco seriam preenchidos pelo representante do município, no caso o coordenador local do projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left"> As consultas pelos usuários de modo geral seriam feitas acessando a Internet através do portal do Governo, o e-Paraná, ou de outra forma que seja julgada mais adequada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Os dados oficiais a serem carregados devem ser definidos e devidamente padronizados e os dados a serem preenchidos pela comunidade também devem obedecer rigoroso formato para que possam ser recuperados em nível municipal, regional ou estadual. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Não é o caso, ainda, eleger quais os dados seriam incluídos no portal. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> deverá responder inúmeras questões, a exemplo: </p>&#13; <p class="text-align-left">- Quantos estabelecimentos classificados por gênero de atividade econômica - industriais, varejistas, atacadistas, de serviços, do setor turismo - possuímos? Quais são eles? O que não temos no município e poderíamos ter para atender as necessidades do local ou da região? </p>&#13; <p class="text-align-left">- Qual a infra-estrutura disponível para instalação de empresas? (distrito ou área industrial, acesso, energia, telecomunicações, escolas, transporte, mão-de-obra, habitação, incentivos econômicos, enfim uma série de outros itens que poderiam ser arrolados. </p>&#13; <p class="text-align-left">- Quais as alternativas e oportunidades passíveis de investimento no "meu município"? </p>&#13; <p class="text-align-left"> A exemplo, se nos dias atuais algum empreendedor buscar o Governo do Paraná na expectativa de encontrar repostas à seguinte pergunta: em que atividade eu posso investir no Paraná? A resposta poderá ser tão simples quanto evasiva: na agroindústria. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Se o projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> for implementado, a resposta ao empreendedor interessado poderia ser mais concreta, de forma que o sistema responderia com uma lista de alternativas, teria os locais possíveis, os incentivos oferecidos e, enfim, outras informações para selecionar a que melhor lhe aprouver. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa condição criaria um clima de competição entre os municípios para melhorar seu portal, de modo que não fique fora do processo de atração de investimentos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O caminho para essas respostas está com a participação comprometida do cidadão que vive e conhece seu município e poderá discutir os problemas locais e propor sugestões. </p>&#13; <p class="text-align-left">A estratégia é o uso da TI, tendo como instrumento a Internet e a participação organizada da comunidade. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>5 - A proposta</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left">A proposta enseja, fundamentalmente, os seguintes objetivos: </p>&#13; <p class="text-align-left">a) Disponibilizar uma base de dados dinâmica sobre todos os municípios do Estado, com dados e informações padronizados, de modo que a mesma informação possa ser recuperada e agrupada nos níveis municipal, regional e estadual. </p>&#13; <p class="text-align-left">b) Permitir que cada município tenha condições de alimentar sua base de dados obedecendo aos padrões estabelecidos no projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left">c) Permitir que o cidadão, organizado em suas entidades locais, tenha participação responsável e consciente no processo. </p>&#13; <p class="text-align-left">d) Permitir aos usuários - clientela - o acesso rápido, seguro e em tempo real de respostas às suas consultas. </p>&#13; <p class="text-align-left">e) Criar ambiente favorável e competitivo entre os municípios para a constante melhoria da qualidade de seus dados. </p>&#13; <p class="text-align-left">f) Oferecer igualdade de condições para que todos os municípios tenham acesso para ingressarem no projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left">g) Criar dentro do portal subsistemas abertos - tantos quantos necessários - para ampliar a base de dados. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>6 - Estratégia de operacionalização</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A estratégia para a operacionalização do projeto prevê dois níveis de abrangência: estadual e municipal, interagindo entre si e trabalhando em parceria. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.1 - Nível Estadual</em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> No nível estadual, seria aproveitada toda a experiência desenvolvida no portal do Governo - e-Paraná - com a criação de um Grupo de Trabalho com atividades, atribuições e cronograma definido, sob a coordenação técnica da CELEPAR e participação de outros órgãos públicos das esferas estadual e federal (a serem definidos) e participação da Associação dos Municípios do Paraná, SUCESU, etc. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Esse Grupo de Trabalho teria a incumbência de elaborar o modelo do projeto e discuti-lo com os interessados na forma de seminário ou em eventos regionais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.2 - Nível Municipal</em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> No nível municipal seriam criadas comissões formadas pelas entidades organizadas da comunidade - conselhos do trabalho, da saúde, associação comercial, industrial e agropecuária, sindicatos patronais e de empregadores, escolas e suas APM's, Câmara de Vereadores, representante do poder executivo, entre outras. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Preferencialmente essas comissões seriam coordenadas pela liderança intelectual do município - universidade, faculdade ou escola - que possuem, além da função de ensino, a pesquisa e a extensão, o que seria traduzido num importante trabalho junto à comunidade local. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Além dos trabalhos propriamente ditos de levantamento e inclusão dos dados, essa comissão faria um amplo trabalho de divulgação junto à comunidade, utilizando principalmete as Associações de Pais e Mestres das Escolas e empresários como público alvo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.3 - Teste Piloto </em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Inicialmente seria selecionado um município no âmbito de cada Associação Regional de Município para a realização dos trabalhos iniciais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Posteriormente, tendo sido a metodologia testada e aprovada, os demais teriam a mesma disponibilizada e entrariam no projeto por adesão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>7 - Conclusão</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Conforme salientamos em item anterior, a informação é, e sempre foi, o principal insumo para as tomadas de decisões em nível de governo ou da iniciativa privada. Com a evolução recente da tecnologia da informação, utilizando principalmente a Internet como instrumento de comunicação e transmissão de dados e informações, muitos órgãos obtiveram significativos progressos na prestação de serviços, estabelecendo-se significativa melhoria da qualidade de vida ao cidadão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A alfabetização digital, a criação de pontos de acesso para o cidadão usufruir de um apreciável elenco de serviços ensejou ao Estado do Paraná o uso e a disseminação da TI aproveitando a infra-estrutura de telecomunicações instalada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Como afirmamos, há muito por fazer e se o Governo do Estado já avançou no processo, torna-se necessário vislumbrar o meu município, ou seja, como ele pode usufruir satisfatoriamente utilizando essas ferramentas. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Exercício da cidadania começa na educação dentro da família e projeta-se na escola onde se formam os valores e padrões de convivência social, a conscientização para os deveres e responsabilidades do cidadão e que se espelha na formação das comunidades em busca do desenvolvimento sustentável. E isso somente é possível com informações e tecnologia adequada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Finalmente, o uso da TI como instrumento de transformação de governo, de prestação de serviços, de democratização do acesso à informação e instrumento de participação do cidadão nas ações de governo e nas decisões sobre os destinos de seu município, ensejará um melhor planejamento, coordenação e controle social onde o cidadão é o foco central. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Concluindo, se o objetivo do concurso não foi atendido em sua plenitude espero que a proposta apresentada tenha contribuído para despertar e motivar a CELEPAR para a necessidade de ampliar ainda mais o uso dos recursos da TI em benefício do cidadão. E, quem tem de dar o início no processo é o Governo do Estado em parceria com os municípios e entidades organizadas da sociedade. </p>&#13; <p class="text-align-left"><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="f1ddb08c-18db-4ff3-a7c1-f00cef713918" class="align-left embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/conheca.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Conheca-Meu-Municipio" data-a2a-title="Conheça Meu Município"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2711" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2711 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Conheca-Meu-Municipio#comments Proposta Tecnologia da Informação http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Proposta-Tecnologia-da-Informacao <span>Proposta Tecnologia da Informação</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Autor: Edson José Augusto &#13; <p class="text-align-left"><strong>1 - Apresentação</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A iniciativa da Companhia de Informática do Paraná - CELEPAR em instituir um concurso focando a Tecnologia da Informação - TI como instrumento de transformação do governo, motivou-me a reunir algumas idéias, na tentativa de propor soluções para o alcance de melhor qualidade de vida, participação democrática, exercício da cidadania por toda a sociedade e, enfim, o atingimento do desenvolvimento sócioeconômico do Estado. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A proposta do projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> faz parte de uma série de preocupações no sentido de que os municípios e seus cidadãos possam ter uma participação mais efetiva na definição de seus destinos e na criação de alternativas e oportunidades de investimentos, emprego e renda. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ao longo de quase 25 anos atuando na área de indústria e comércio, observei que muitas respostas que os empreendedores buscam não são encontradas de forma organizada e atualizada. Os dados e informações, apesar de tantas e tantas tentativas encontram-se dispersos em diversos órgãos ou são tratados a sete chaves, de modo que mesmo não sendo informações sigilosas não são disponibilizadas à sociedade. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Como então o governo pode planejar suas ações se não dispõe de dados padronizados e atualizados? </p>&#13; <p class="text-align-left"> As informações fluem dos municípios onde são geradas as riquezas, onde vivem as famílias, onde os jovens recebem educação fundamental e onde procuram uma alternativa de vida com qualidade. Com a organização dessa base menor, teremos amplas condições de estruturar e homogeneizar a base estadual e dar as respostas para o aprimoramento dos serviços ao cidadão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Portanto, tentaremos expor a idéia de como envolver toda a comunidade nesse processo de valorizar o <strong>meu município</strong> com a transparência e a participação do cidadão em seu próprio benefício. Para isso a ferramenta mais apropriada é a Tecnologia da Informação - TI. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O tema apresentado no regulamento do concurso é amplo e não constitui tarefa fácil para encontrar uma proposta inovadora, capaz de aprimorar as atividades desenvolvidas pela administração pública do Estado e do Município pelo fato de a TI, que combina computadores (hardware), programas (software) e telecomunicações se desenvolver muito rapidamente, cabendo, ao ser humano, seja nas organizações públicas ou privadas, saber escolher e utilizar a mais adequada tecnologia para atingir seus objetivos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>2 - Breve retrospecto</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Criadas em 1964, a CELEPAR no Estado do Paraná e o SERPRO no Governo Federal - empresas públicas pioneiras de informática no Brasil - constituíram-se nesses 38 anos de atividade em modelos de referência para os demais estados da federação durante todo esse período. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num primeiro momento, convivendo de um lado com a ditadura militar - até meados da década de 80 - onde a informática era tratada como questão de segurança e de outro a tecnologia disponível e de custo relativamente alto tornava inviável a criação e expansão dos centros de processamento de dados. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num segundo momento, com a promulgação da Constituição em 1988, eleição de governadores e prefeitos, a sociedade organiza-se e pressiona por conquistas democráticas no campo social e econômico, buscando seus direitos como cidadãos com o Código do Consumidor, estatutos do adolescente e da criança etc. e, principalmente, o direito à informação. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Inaugura-se, então, uma revolução com a expansão da Tecnologia da Informação - TI que interfere decisivamente na vida dos cidadãos mediante desenvolvimento de sistemas, utilizando os computadores como ferramenta e um novo modelo é inaugurado preservando ao Estado o controle sobre o seu sistema de informações e respondendo às necessidades atuais da administração pública, em detrimento das propostas de entregá-las à iniciativa privada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O usuário fica no centro da questão, considerando que o acesso à informação é vital para a consolidação da democracia, e o Estado não pode prescindir de utilizar a ferramenta da TI para assegurar a modernização do Estado, focando o cidadão através da democratização do amplo acesso à informação de forma clara, ágil, integrada, com qualidade e em tempo real, ingredientes essenciais para uma administração bem sucedida e transparente de uma organização complexa como é a de um Governo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>3 - O foco central</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A questão principal que preside o presente concurso é "<strong>como o governo pode evoluir e prestar melhores serviços usando os recursos da Tecnologia da Informação</strong>". </p>&#13; <p class="text-align-left"> Nos últimos anos, principalmente a partir de meados da década de 90, o Estado do Paraná adotou uma postura inédita em relação aos demais estados da federação, inaugurando e implementando uma administração focada na melhoria da qualidade de vida da população, vislumbrando o exercício da cidadania em toda a sua amplitude. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa postura governamental ocorreu, em primeiro plano, a partir do aparelhamento das estruturas governamentais com a aquisição ou locação de microcomputadores, desenvolvimento de sistemas, uso de aplicativos modernos, treinamento de pessoal em todos os níveis; enfim, a criação de toda uma infra-estrutura capaz de dar suporte ao processo que viria na seqüência e concomitantemente. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Num segundo plano iniciou-se a discussão no Conselho Estadual de Informática e Informações - CEI (final de 1996) a idéia de utilizar os recursos da Tecnologia da Informação para facilitar a vida do cidadão, minimizando o seu esforço para obter os serviços públicos, optando-se pelo uso da Internet para a operacionalização do projeto cuja iniciativa foi coordenada e desenvolvida pela CELEPAR em parceria com outras entidades governamentais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Em abril de 1998 foi inaugurada a Rede Cidadão, um projeto aberto e inédito que abrangia e abrange quase todos os órgãos da administração pública no Estado do Paraná, aproximando as instituições ao cidadão através desse canal direto para a participação popular nas ações de governo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Atualmente, o projeto idealizado e denominado e-Paraná busca atuar na: </p>&#13; <p class="text-align-left">- ampliação da prestação de serviços por meios eletrônicos, mediante o uso dos recursos digitais e de telecomunicações; </p>&#13; <p class="text-align-left">- criação de pontos de acesso para a população usufruir dos serviços públicos; </p>&#13; <p class="text-align-left">- alfabetização digital, visando diminuir os excluídos do processo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Dos resultados até o presente, tem-se mais de 1200 itens de serviços e informações no portal, com mais de 4 milhões de acessos em diversos pontos na capital e no interior para que a população possa utilizar os serviços. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A tendência é a expansão dos serviços de vez que a solução tecnológica adotada - Internet - encontra-se disseminada em todos os pontos do Estado que possui extraordinária e moderna rede de telecomunicações bastando, ao usuário, ter um computador e um software adequados para estabelecer contatos, em tempo real, com qualquer localidade do mundo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A CELEPAR continua responsável e consciente de seu papel como agente de transformação visando o aperfeiçoamento e a melhoria da qualidade dos serviços públicos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Feitas essas considerações, torna-se evidente que o volume significativo de serviços já disponibilizados ao cidadão não inibe a iniciativa de ampliar esses serviços oferecendo respostas ao escopo que preside o tema do concurso. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Segundo Caldas Aulete inovar significa " introduzir novidades em " e o que se pretende é a inovação no que concerne aos municípios, utilizando a TI para que cada localidade seja conhecida e divulgadas suas potencialidades para uma vasta clientela que busca dados e informações e raramente os encontra na forma e no tempo desejado. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Refiro-me ao atendimento de uma demanda, principalmente sobre dados econômicos, especificamente sobre a distribuição das atividades produtivas no Paraná em nível de município, não apenas como instrumento de planejamento mas como forma de fazer com que o cidadão que vive no município conheça a realidade local e possa, assim, participar efetivamente do seu desenvolvimento. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Enfatizando o problema, questiona-se: </p>&#13; <p class="text-align-left"> Será que o cidadão conhece o que seu município faz ou pode fazer? Conhece suas potencialidades, suas prioridades e vocações? Ou fica na espera de que as outras instâncias - estadual ou federal - resolvam seus problemas e indiquem o que é prioridade? </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ter pleno conhecimento dessas questões também faz parte do exercício da cidadania e do enraizamento na defesa dos interesses para o desenvolvimento local. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A fundamentação para o exercício da cidadania nessa perspectiva passa pela escola fundamental como extensão da família e pelos outros níveis acadêmicos, núcleos onde se formam os valores e padrões de convivência social. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>4 - Fundamentação da idéia</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> O Governo do Estado aspira e busca melhorar a qualidade de vida do cidadão que vive no município. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Para tanto, dispõe de uma estrutura administrativa não apenas para prestar serviços nas áreas de educação, saúde, segurança, capacitação profissional, entre outros, e facilitar a vida da sociedade mas também para fomentar e atrair investimentos no setor produtivo, visando a geração de emprego e renda. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa é, resumidamente, a missão do governo: o desenvolvimento econômico e social sustentável criando oportunidades para a fixação do homem em sua região de origem. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Por conseguinte, tem-se que, é para o município, onde vive o cidadão, que as ações governamentais devem ser direcionadas e implementadas. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Ocorre que o Governo do Estado possui uma visão ampla de todas as regiões e dos municípios, não possuindo, necessariamente, a visão que o município tem dele próprio. Essa situação dificulta, por vezes, a adoção de políticas governamentais voltadas ao atendimento das reais necessidades, principalmente das pequenas localidades. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Alem disso em muitos casos nem o próprio cidadão pode responder com toda a segurança o que é possível fazer para que o município se desenvolva. Essa é uma tarefa que a população deixa para o governo central resolver - estadual ou federal - ficando alijada do processo participativo por falta da formação de uma consciência coletiva a respeito, decorrente da falta de massificação e do acesso a informações. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Com o desenvolvimento da Tecnologia da Informação e da Telemática, instrumentos imprescindíveis para a sociedade em processo de modernização, as comunidades possuem, atualmente, melhores condições de se desenvolverem já que esse insumo - a informação - flui com velocidade e em tempo real. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Então, como as comunidades podem usufruir desses recursos em parceria com os governos municipais e estaduais? </p>&#13; <p class="text-align-left"> A idéia do projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> é a elaboração de portal para cada município com todas as informações sobre o mesmo (vide Gráfico 01). Parte com dados obtidas de fontes oficiais e uma outra com dados obtidos da própria comunidade encarregada de manter o serviço. O ponto de partida para o ingresso ou acesso poderia ser o portal e-Paraná, hospedado na Celepar em plataforma homogênea o qual permitiria o ingresso por parte do município através de uma senha. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Quando acessado o portal do município, os campos com suas informações básicas e obtidas de fontes oficiais estariam previamente preenchidas e, portanto, sem possibilidade de alteração, tarefa essa exclusiva da fonte geradora, e os campos em branco seriam preenchidos pelo representante do município, no caso o coordenador local do projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left"> As consultas pelos usuários de modo geral seriam feitas acessando a Internet através do portal do Governo, o e-Paraná, ou de outra forma que seja julgada mais adequada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Os dados oficiais a serem carregados devem ser definidos e devidamente padronizados e os dados a serem preenchidos pela comunidade também devem obedecer rigoroso formato para que possam ser recuperados em nível municipal, regional ou estadual. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Não é o caso, ainda, eleger quais os dados seriam incluídos no portal. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> deverá responder inúmeras questões, a exemplo: </p>&#13; <p class="text-align-left">- Quantos estabelecimentos classificados por gênero de atividade econômica - industriais, varejistas, atacadistas, de serviços, do setor turismo - possuímos? Quais são eles? O que não temos no município e poderíamos ter para atender as necessidades do local ou da região? </p>&#13; <p class="text-align-left">- Qual a infra-estrutura disponível para instalação de empresas? (distrito ou área industrial, acesso, energia, telecomunicações, escolas, transporte, mão-de-obra, habitação, incentivos econômicos, enfim uma série de outros itens que poderiam ser arrolados. </p>&#13; <p class="text-align-left">- Quais as alternativas e oportunidades passíveis de investimento no "meu município"? </p>&#13; <p class="text-align-left"> A exemplo, se nos dias atuais algum empreendedor buscar o Governo do Paraná na expectativa de encontrar repostas à seguinte pergunta: em que atividade eu posso investir no Paraná? A resposta poderá ser tão simples quanto evasiva: na agroindústria. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Se o projeto <strong>Conheça Meu Município</strong> for implementado, a resposta ao empreendedor interessado poderia ser mais concreta, de forma que o sistema responderia com uma lista de alternativas, teria os locais possíveis, os incentivos oferecidos e, enfim, outras informações para selecionar a que melhor lhe aprouver. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Essa condição criaria um clima de competição entre os municípios para melhorar seu portal, de modo que não fique fora do processo de atração de investimentos. </p>&#13; <p class="text-align-left"> O caminho para essas respostas está com a participação comprometida do cidadão que vive e conhece seu município e poderá discutir os problemas locais e propor sugestões. </p>&#13; <p class="text-align-left">A estratégia é o uso da TI, tendo como instrumento a Internet e a participação organizada da comunidade. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>5 - A proposta</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left">A proposta enseja, fundamentalmente, os seguintes objetivos: </p>&#13; <p class="text-align-left">a) Disponibilizar uma base de dados dinâmica sobre todos os municípios do Estado, com dados e informações padronizados, de modo que a mesma informação possa ser recuperada e agrupada nos níveis municipal, regional e estadual. </p>&#13; <p class="text-align-left">b) Permitir que cada município tenha condições de alimentar sua base de dados obedecendo aos padrões estabelecidos no projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left">c) Permitir que o cidadão, organizado em suas entidades locais, tenha participação responsável e consciente no processo. </p>&#13; <p class="text-align-left">d) Permitir aos usuários - clientela - o acesso rápido, seguro e em tempo real de respostas às suas consultas. </p>&#13; <p class="text-align-left">e) Criar ambiente favorável e competitivo entre os municípios para a constante melhoria da qualidade de seus dados. </p>&#13; <p class="text-align-left">f) Oferecer igualdade de condições para que todos os municípios tenham acesso para ingressarem no projeto. </p>&#13; <p class="text-align-left">g) Criar dentro do portal subsistemas abertos - tantos quantos necessários - para ampliar a base de dados. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>6 - Estratégia de operacionalização</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> A estratégia para a operacionalização do projeto prevê dois níveis de abrangência: estadual e municipal, interagindo entre si e trabalhando em parceria. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.1 - Nível Estadual</em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> No nível estadual, seria aproveitada toda a experiência desenvolvida no portal do Governo - e-Paraná - com a criação de um Grupo de Trabalho com atividades, atribuições e cronograma definido, sob a coordenação técnica da CELEPAR e participação de outros órgãos públicos das esferas estadual e federal (a serem definidos) e participação da Associação dos Municípios do Paraná, SUCESU, etc. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Esse Grupo de Trabalho teria a incumbência de elaborar o modelo do projeto e discuti-lo com os interessados na forma de seminário ou em eventos regionais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.2 - Nível Municipal</em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> No nível municipal seriam criadas comissões formadas pelas entidades organizadas da comunidade - conselhos do trabalho, da saúde, associação comercial, industrial e agropecuária, sindicatos patronais e de empregadores, escolas e suas APM's, Câmara de Vereadores, representante do poder executivo, entre outras. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Preferencialmente essas comissões seriam coordenadas pela liderança intelectual do município - universidade, faculdade ou escola - que possuem, além da função de ensino, a pesquisa e a extensão, o que seria traduzido num importante trabalho junto à comunidade local. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Além dos trabalhos propriamente ditos de levantamento e inclusão dos dados, essa comissão faria um amplo trabalho de divulgação junto à comunidade, utilizando principalmete as Associações de Pais e Mestres das Escolas e empresários como público alvo. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong><em>6.3 - Teste Piloto </em></strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Inicialmente seria selecionado um município no âmbito de cada Associação Regional de Município para a realização dos trabalhos iniciais. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Posteriormente, tendo sido a metodologia testada e aprovada, os demais teriam a mesma disponibilizada e entrariam no projeto por adesão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"><strong>7 - Conclusão</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left"> Conforme salientamos em item anterior, a informação é, e sempre foi, o principal insumo para as tomadas de decisões em nível de governo ou da iniciativa privada. Com a evolução recente da tecnologia da informação, utilizando principalmente a Internet como instrumento de comunicação e transmissão de dados e informações, muitos órgãos obtiveram significativos progressos na prestação de serviços, estabelecendo-se significativa melhoria da qualidade de vida ao cidadão. </p>&#13; <p class="text-align-left"> A alfabetização digital, a criação de pontos de acesso para o cidadão usufruir de um apreciável elenco de serviços ensejou ao Estado do Paraná o uso e a disseminação da TI aproveitando a infra-estrutura de telecomunicações instalada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Como afirmamos, há muito por fazer e se o Governo do Estado já avançou no processo, torna-se necessário vislumbrar o meu município, ou seja, como ele pode usufruir satisfatoriamente utilizando essas ferramentas. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Exercício da cidadania começa na educação dentro da família e projeta-se na escola onde se formam os valores e padrões de convivência social, a conscientização para os deveres e responsabilidades do cidadão e que se espelha na formação das comunidades em busca do desenvolvimento sustentável. E isso somente é possível com informações e tecnologia adequada. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Finalmente, o uso da TI como instrumento de transformação de governo, de prestação de serviços, de democratização do acesso à informação e instrumento de participação do cidadão nas ações de governo e nas decisões sobre os destinos de seu município, ensejará um melhor planejamento, coordenação e controle social onde o cidadão é o foco central. </p>&#13; <p class="text-align-left"> Concluindo, se o objetivo do concurso não foi atendido em sua plenitude espero que a proposta apresentada tenha contribuído para despertar e motivar a CELEPAR para a necessidade de ampliar ainda mais o uso dos recursos da TI em benefício do cidadão. E, quem tem de dar o início no processo é o Governo do Estado em parceria com os municípios e entidades organizadas da sociedade. </p>&#13; <p class="text-align-left"><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="f1ddb08c-18db-4ff3-a7c1-f00cef713918" class="align-left embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/conheca.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; &#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Proposta-Tecnologia-da-Informacao" data-a2a-title="Proposta Tecnologia da Informação"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2713" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2713 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Proposta-Tecnologia-da-Informacao#comments A arte de programar http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/arte-de-programar <span>A arte de programar</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div><em>Autor: Mário Leite </em>  &#13; <p class="text-align-left">Programar é criar uma rotina para que, seguindo uma lógica passo-a-passo, possamos concluir um trabalho qualquer<strong>.</strong> Esta definição, certamente levará o leitor a pensar que programar é criar uma receita de bolo; e é isso mesmo. Afinal, escrever um programa não é nada mais do que criar uma <em>receita</em> para resolver um problema qualquer. Então, qualquer um pode aprender a programar? Claro que pode, apesar de alguns acharem que todo programador <em>nasce</em> com o dom de programar; não é bem assim. O que ocorre na maioria das vezes é que a pessoa interessada em aprender programação, ao ler as revistas e periódicos que tratam do assunto fica com uma imagem um pouco distorcida do que é realmente programação<strong>.</strong> Isto porque temos poucas publicações especializadas que tratam do assunto de maneira clara, sem preconceitos e num nível que os simples "mortais" possam entender<strong>.</strong> O que existe são livros sobre determinada linguagem de programação, adotados como livros-texto<strong>.</strong> O que se vê normalmente é uma avalanche de livros grossos, parecendo uma lista telefônica, cheio de termos estranhos, que desencoraja qualquer um que esteja interessado no assunto<strong>.</strong> É claro que não estou fazendo apologia de cursos baixo nível (o aluno deve escolher bem, procurando referências com outros que já o fizeram); o importante é fazer com que o futuro programador não se sinta rejeitado na primeira leitura sobre o assunto<strong>.</strong> E como fazer com que o candidato possa realmente se interessar por um curso de programação sem se chocar com o conteúdo da matéria? Podemos analisar essa questão sob dois ângulos<strong>;</strong> primeiro, se a pessoa não tem conhecimento prévio de nenhuma linguagem ela deve começar estudando um pouco de <em>Lógica</em> <em>de</em> <em>Programação</em> antes de ver a linguagem propriamente dita; mas isto deve ser feito através de um curso não muito longo, porém objetivo, para não produzir efeitos colaterais no aluno<strong>.</strong> Um curso para ser bom, eficiente, agradável, agregando realmente valor ao aprendizado, não deve ser necessariamente complicado; caso contrário o iniciante em programação desistirá cedo de sua carreira que poderia ser bem promissora<strong>. </strong>Segundo, se o candidato a programador já tem algum conhecimento sobre uma linguagem qualquer, a coisa fica mais tranqüila pois será mais fácil o trabalho de aprendizagem e conscientização sobre a profissão<strong>.</strong> Sim, a conscientização do profissional é o passo inicial mais importante; ele deve saber de imediato que programar, apesar de não ser difícil, deve ser levado muito a sério e que o estudo e a pesquisa devem ser diários<strong>.</strong> Deve saber que a Informática é a ciência que evolui mais rapidamente no mundo, e que para estar atualizado na linguagem (ou nas linguagens) escolhida(s) deverá adquirir revistas, livros, periódicos, etc., enfim, tudo que se relaciona com programação na linguagem e também com as outras, pois programação em si não depende de linguagem e sim de lógica<strong>.</strong> Por exemplo, pode ser que numa publicação sobre uma outra linguagem que não seja a sua ele encontre um <em>algoritmo</em> que resolva seu problema; aí é só codificar na linguagem que conhece<strong>.</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left">Por outro lado, o bom profissional não deve ser necessariamente tão "moderninho" (as aspas são intencionais) e sofisticado,<em> </em>a ponto de achar que <em>back-up</em> é sinônimo de <em>xerox</em> (!). Uma coisa que o bom profissional de programação deve perseguir, sempre, é escrever seus programas de maneira clara para ele e para os colegas de trabalho<strong>.</strong> Criar rotinas com códigos complicados e cheios de subterfúgios inúteis para "esconder" dos outros é atitude mesquinha<strong>.</strong> Quando o profissional sabe mesmo ele não tem o que temer; mesmo porque se não houver uma documentação adequada do programa, passado algum tempo nem ele mesmo vai entender o que escreveu antes<strong>.</strong> É claro que a obra do programador deve ser preservada contra possíveis <em>piratas</em>; mas enquanto desenvolvedor numa equipe, a interação com os colegas de projeto deve ser a melhor possível<strong>.</strong> A manutenção nos programas é coisa rotineira e um dos "abacaxis" que o programador tem de "descascar" a todo momento, pois o usuário sempre está pedindo algo mais; e é ele quem manda, é ele quem paga<strong>. </strong>Além do mais, os custos de manutenção são os que mais oneram o preço final do <em>software</em>, por isso os programas devem ser criados de modo a não precisarem tanto de manutenções<strong> </strong>corretivas<strong>. </strong>Por outro lado, o programador não deve criar um sistema que apenas funcione; o sistema deve ser à prova de bala, deve poder ser estendido de maneira fácil e sem complicações<strong>.</strong> Por exemplo, se você é programador <strong>C</strong> use <em>ponteiros</em> só quando for realmente preciso; se for programador <strong>Clipper 5.x</strong> só use <em>Code Blocks</em> quando for absolutamente necessário, pois senão sua rotina vai ficar parecendo uma macarronada! Se for programador <strong>VB</strong> sempre declare variáveis e não coloque mais de uma instrução numa mesma linha. Se for <strong>Delphi</strong> procure escrever a dupla <em>begin... end</em> de modo claro e compreensível. E, o mais importante: use sempre endentação nas estruturas, pois a coisa mais horrível e mais antiprofissional é uma estrutura sem endentação, o código perde toda a elegância<strong>.</strong> </p>&#13; <p class="text-align-left">Mas, afinal de contas, programação é arte ou ciência? Segundo os dicionários, programação significa: "elaboração de um programa para um computador". Disso podemos deduzir, tecnicamente, que <em>programar é o ato de escrever um conjunto de ordens a serem executadas pelo computador para</em> <em>obtermos os resultados desejados</em><strong>.</strong> É aí então que alguns dizem que programar depende de criatividade o que seria um dom nato das pessoas<strong>.</strong> Mas, os programas também necessitam ser eficientes e robustos, pelas razões expostas anteriormente. E com as novas técnicas de desenvolvimento, o programador, mesmo não sendo um artista nato, pode perfeitamente se tornar um grande profissional; basta estudar muito e levar a sério o seu trabalho<strong>.</strong> Portanto, não existe esse "papo" de super-raça em programação; qualquer um pode ser programador, inclusive você...! </p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/arte-de-programar" data-a2a-title="A arte de programar"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2715" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2715 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/arte-de-programar#comments www.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/wwwprgovbr-32 <span>www.pr.gov.br</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>Autor<em>a:</em> <em>Olga Maria Soares da Costa</em>&#13; <p> </p>&#13; <table border="0"><tbody><tr><td width="500" colspan="2">&#13; <p class="text-align-left">Esta coluna divulga o conteúdo do servidor www da Companhia de Informática do Paraná - CELEPAR, que hospeda a maioria dos sites dos órgãos do Governo do Estado e algumas Câmaras e Prefeituras Municipais.</p>&#13; <p class="text-align-left"> Para acessar os sites você pode navegar através do Portal de Serviços e Informações para a Cidadania em <a href="http://www.pr.gov.br/"><u>http://www.pr.gov.br</u></a><a href="http://www.pr.gov.br/"><u></u></a> ou, diretamente, nos endereços específicos encontrados nos números anteriores do Bate Byte. </p>&#13; <p><strong><em><u>PÁGINA DO MÊS </u></em></strong></p>&#13; Secretaria de Estado da Educação - <a href="http://www.pr.gov.br/seed">www.pr.gov.br/seed</a>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="9caba6fa-f458-4624-b133-509fdbf987db" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/www.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <blockquote> </blockquote></td>&#13; </tr></tbody></table></div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/wwwprgovbr-32" data-a2a-title="www.pr.gov.br"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2717" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2717 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/wwwprgovbr-32#comments Vale a pena conferir http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Vale-pena-conferir-22 <span>Vale a pena conferir</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div>&#13; <p>Autor<em>:Rafael Bandeira da Costa  <br /></em></p>&#13; </div>&#13; <div> </div>&#13; <div> </div>&#13; <div>&#13; <p>Visite mais alguns sites.</p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><strong>Entretenimento </strong></p>&#13; </div>&#13; <div>&#13; <p><span><a href="http://www.shockwave.com">http://www.shockwave.com</a></span><a href="http://www.shockwave.com"><span><p></p></span></a><span><p></p></span><span><p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span><p></p></span><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">Este site funciona como um portal para desenvolvedores em Shockwave Flash. Animações, jogos e até mesmo pequenos filmes, todos com alta qualidade, estão disponíveis no site. Infelizmente, nem tudo é grátis no site, mas ainda assim muita coisa interessante pode ser encontrada grátis! Como o site é todo em Shockwave e as animações são pesadas, é intessante que o usuário possua uma boa capacidade de conexão. Site em inglês.<p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><u><a href="http://www.winamp.com">http://www.winamp.com</a></u></span><a href="http://www.winpa.com"><p></p></a></p><p></p><p></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">Que o Winamp é o programa mais popular para reprodução de MP3s, isso todo mundo já sabe. Mas além disso e de todas as opções antigas - rádios em tempo real, plug-ins de visualização, entre outros - a nova versão do Winamp, Winamp 3, também reproduz vídeos! Agora é possível utilizar um mesmo programa para assistir seus vídeos e ouvir suas músicas, em um programa de qualidade e bastante eficiente. A nova versão ainda permite a utilização de skins que inclusive podem modificar o layout (não só cores ou imagens de fundo) da janela do software.<p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><strong><span>Esportes</span></strong><p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><p></p><u><a href="http://www;expn.com">http://www.expn.com</a></u></span><a href="http://www;expn.com"><p></p></a></p><p></p><p></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">O EXPN é um site especializado nos chamados “esportes radicais”. Esportes como skate, bmx, in line, entre outros, podem ser encontrados nesse site. Muitas informações sobre tais esportes podem ser encontradas, mas o foco principal do site são os famosos X-Games, que seria algo como as “olimpíadas dos esportes radicais”. Os X-Games têm uma edição anual - onde inclusive muitos brasileiros se destacam - e teve as suas eliminatórias sul-americanas realizadas no Rio de Janeiro, em agosto desse ano. Muito interessante e não muito tradicional!<p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><strong><span>Música</span></strong><p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><p></p><u><a href="http://launch.yahoo.com">http://launch.yahoo.com</a></u></span><a href="http://launch.yahoo.com"><p></p></a></p><p></p><p></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">Interessado em saber a história, discografia e outras informações sobre grandes artistas internacionais? Quer saber os clipes mais cotados do momento e quais as bandas da moda? O LAUNCH, o site de música filiado ao Yahoo! (<u>h<a href="http://www.yahoo.com/">ttp://www.yahoo.com</a></u><a href="http://www.yahoo.com/">/</a></span>), conta com diversas informações sobre os artistas das grandes gravadoras, com diversas possibilidades para o usuário, como links para compras, vídeos das bandas, discografias e histórias completas, entre outros. Para quem gosta de música e quer tirar alguma dúvida ou conhecer um novo artista, vale a pena dar uma olhadinha!</p><p></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><strong><span>Software de Busca</span></strong><p></p></span></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR"><u><a href="http://www.copernic.com">http://www.copernic.com</a></u></span><a href="http://www.copernic.com"><p></p></a></p><p></p><p></p>&#13; </div>&#13; <div class="text-align-left">&#13; <p><span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">Buscar informações na </span>Internet <span lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR">às vezes não é uma tarefa muito simples. São diversos os sites que oferecem mecanismos de buscas, e muitas vezes os resultados retornados por eles são diferentes. Então porque não utilizar uma ferramenta que nos possibilite uma pesquisa mais completa? Com o Copernic Agent Basic, é possível fazer buscas simultaneamente em diversos mecanismos de busca, em diversas categorias, e ainda verificar se os links retornados são ou não consistentes, através de uma nota a eles atribuídas e também da existência ou não do link. Uma excelente opção para quem quer aumentar a qualidade e velocidade de suas buscas.</span></p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Vale-pena-conferir-22" data-a2a-title="Vale a pena conferir"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2719" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2719 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Vale-pena-conferir-22#comments Racha Cuca http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Racha-Cuca-74 <span>Racha Cuca</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="b959b5d8-d2be-49b3-8630-6dea826086ef" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racha.gif" alt="racha.gif (3368 bytes)" title="racha.gif (3368 bytes)" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> <p> </p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="004bb0de-f6b4-4d6a-919a-a039ab7d82b7" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racharesposta.jpg" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p><strong>DO MÊS PASSADO</strong></p>&#13; <p> </p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="316a797d-2922-4cb5-8ffe-3dd870132f9c" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racha1.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p class="text-align-left"> O chimpanzé conseguiu sair do buraco logo após às 22 horas e 40 minutos do dia seguinte.</p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="244bc8a1-56a0-4735-a5cc-df5460b96f26" class="align-center embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racha2.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p> </p>&#13; <p class="text-align-left">fonte: <a href="http://www.desafios.he.com.br">www.desafios.he.com.br</a></p>&#13; <p class="text-align-left"> </p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="75a2cb18-ea17-4b75-b30f-339bd1a37d37" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/rachames.jpg" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p class="text-align-left"><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="d9ae996d-3df7-416c-b427-2ced130b2f15" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racha3.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> Marquinhos está junto de uma fonte com dois recipientes, um de 8 litros e outro de 11 litros. </p>&#13; <p class="text-align-left">Deseja transportar duas vezes mais água num recipiente do que noutro. Qual a melhor maneira de o conseguir?</p>&#13; <p><span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="e34d079f-bc54-43c3-9d19-72c3361ef876" data-langcode="pt-br" class="embedded-entity"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/edicao127/racha4.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> </p>&#13; <p>Fonte: Berloquin, Pierre. <strong>100 jogos numéricos</strong>. Lisboa: Gradiva, 1991. 23 p. </p>&#13; <p class="text-align-right"><strong><br /></strong></p>&#13; </div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Racha-Cuca-74" data-a2a-title="Racha Cuca"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2721" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2721 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Racha-Cuca-74#comments Edição 127 - Dezembro/2002 http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Edicao-127-Dezembro2002 <span>Edição 127 - Dezembro/2002</span> <div class="field field--name-field-categoria field--type-entity-reference field--label-hidden field--items"> <div class="field--item"><a href="/Categoria-de-Pagina/Edicao-127" hreflang="pt-br">Edição 127</a></div> </div> <span><span lang="" typeof="schema:Person" property="schema:name" datatype="">Anônimo (não verificado)</span></span> <span>sex, 22/01/2021 - 11:32</span> <div class="field field--name-field-texto field--type-text-long field--label-hidden field--item"><div><p class="text-align-left"><a href="/Pagina/Editorial-0"></a><strong></strong></p>&#13; <span data-embed-button="midia_embarcada" data-entity-embed-display="view_mode:media.midia_anexada_em_outro_node" data-entity-type="media" data-entity-uuid="7f9172e6-1897-4b3b-ba56-f93986fcb57a" class="align-right embedded-entity" data-langcode="pt-br"> <div> <div class="field field--name-field-media-image field--type-image field--label-hidden field--item"> <picture> <img src="/sites/bate-byte/arquivos_restritos/files/migrados/Image/capas/bb127.gif" alt="" typeof="foaf:Image" class="img-responsive" /> </picture> </div> </div> </span> <br /><a href="/Pagina/Editorial-10">Editorial - Comitê Editorial</a><br /><br /><a href="/Pagina/Ah-essa-terrinha">Flagrantes: Ah, essa terrinha...</a> - Maria José Resmer<br /><br /><a href="/Pagina/7o-Forum-Discutindo-Tendencias">7º Fórum - Discutindo Tendências</a><br /><br /><a href="/Pagina/Banco-de-dados-uma-retrospectiva">Banco de dados, uma retrospectiva</a> - Carlos Alberto Sowek<br /><br /><a href="/Pagina/O-que-significa-o-computador-em-minha-vida">O que significa o computador em minha vida</a> - Elisangela Ribas Godoy<br /><br /><a href="/Pagina/Bom-bonito-e-barato">Bom, bonito e barato</a> - Pedro Luis Kantek Garcia Navarro<br /><br /><a href="/Pagina/Premio-CELEPAR-de-Informatica-e-Cidadania-Mencao-Honrosa-0">Prêmio CELEPAR de Informática e Cidadania</a>: Menção Honrosa<br /><br /><a href="/Pagina/Conheca-Meu-Municipio">Conheça Meu Município</a> - Edson José Augusto<br /><br /><a href="/Pagina/Proposta-Tecnologia-da-Informacao">Proposta Tecnologia da Informação</a> - Antonia Maria Dezan Lobato<br /><br /><a href="/Pagina/arte-de-programar">A arte de programar</a> - Mário Leite<br /><br /><a href="/Pagina/wwwprgovbr-32">www.pr.gov.br</a> - Olga Maria Soares da Costa<br /><br /><a href="/Pagina/Vale-pena-conferir-22">Vale a pena conferir</a> - Rafael Bandeira da Costa<br /><br /><a href="/Pagina/Racha-Cuca-74">Racha Cuca</a><br /><br /><p class="text-align-right"><strong><strong><strong></strong><strong></strong></strong></strong></p>&#13; <strong><strong><strong></strong></strong></strong></div></div> <span class="a2a_kit a2a_kit_size_24 addtoany_list" data-a2a-url="http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Edicao-127-Dezembro2002" data-a2a-title="Edição 127 - Dezembro/2002"><a class="a2a_button_facebook"></a><a class="a2a_button_twitter"></a><a class="a2a_button_whatsapp"></a></span><div class="print__wrapper print__wrapper--pdf form-group"><a href="/print/pdf/node/2725" class="print__link print__link--pdf">Salvar PDF</a></div> Fri, 22 Jan 2021 14:32:27 +0000 Anônimo 2725 at http://www.batebyte.pr.gov.br http://www.batebyte.pr.gov.br/Pagina/Edicao-127-Dezembro2002#comments